21 de set de 2011

PM em ação: Operações em Natal e Grande Natal

Os dias seguintes aos atentados contra os ônibus em Natal e região metropolitana, tem sido marcados pela presença de mais policiais militares nas ruas realizando blitze. "O objetivo é mantermos a segurança da população até que tudo o que ocorreu na semana passada seja esclarecido", afirmou o comandante de Policiamento Metropolitano, coronel Wellington Alves. No final da tarde de ontem, em todas as regiões da capital, foram montadas barreiras para fiscalização de ônibus, veículos de passeio e motocicletas. Cerca de 50 policiais participaram da ação.

Os militares que trabalharam nas blitze, se dividiram em três equipes em cada uma das barreiras montadas. "Nós temos homens em três frentes de trabalho: a seleção, abordagem e segurança do efetivo", esclareceu o coronel Alves. Os policiais estavam inicialmente de folga e foram convocados pelo Comando Geral a um custo per capita extra de R$ 50. O efetivo extra contava com soldados, cabos, integrantes do Comando do Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) e da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM).

 Nos ônibus abordados, os homens eram convidados a descer da condução para um procedimento de revista. Com as mãos para cima, todos eram revistados pelos policiais. "Apesar da situação não ser cômoda, eu aprovo a ação da Polícia Militar. Gostaria de ver, na realidade, mais blitze ocorrendo nas ruas de Natal", afirmou o servente Marcelo Nascimento. O objetivo da Polícia, neste tipo de ação, é detectar a presença de drogas, armas e demais itens subversivos entre os passageiros.

 Questionado sobre os motivos pelos quais as mulheres também não passavam por um processo de revista, o coronel Alves afirmou que o efetivo não contava com policiais do sexo feminino. "Hoje (ontem) nós não tínhamos mulheres disponíveis no Quartel para participar da fiscalização", explicou. Reiterou, entretanto, que a partir de hoje cada equipe contará com a presença de uma policial militar para verificar bolsas e vistorias as mulheres.

 Nos veículos e motocicletas, os policiais do CPRE verificavam a data de vencimento dos documentos, a regularidade das carteiras de habilitação, além de revistar os condutores. Na blitz realizada nas proximidades da antiga Rampa, nas Rocas, no início da noite de ontem, um veículo com faróis de xenon foi apreendido pelo Comando de Policiamento Rodoviário. Os faróis deste tipo foram proibidos este ano através de um decreto federal.
O sorriso nos rostos de motoristas e cobradores de ônibus, resumiam o que sentiam quando avistavam os policiais em ação. "Por mim, teria isso todos os dias", ressaltava a cobradora Maria Cleide. Já o motorista João Teixeira, da linha 85, destacava que mesmo com o atraso ocasionado na viagem, a blitz é de suma importância para garantir a segurança da população.

 "É uma forma de nos sentirmos seguros. Nós sofremos muito com a falta de segurança nas ruas e avenidas. Eu queria que a fiscalização fosse permanente", destacou o motorista.

Fonte: Tribuna do Norte
Via: Goianinha190

Nenhum comentário:

Postar um comentário